Game of Thrones – The Door (s06e05)

Que episódio, hein? Precisamos de um tempo maior dessa vez para nos recuperarmos e termos a review aqui.

O episódio em si não teve muitas revelações ou grandes evoluções na história dos personagens. Até que chegamos nos últimos 15 minutos e a forma Game of Thrones de se contar uma história – ou seja, despedaçando nossos corações -, voltou com força total. Vamos à review!

*Contém Spoilers

got_s06e05-sansa_littlefinger

Mais uma vez o episódio começa em Castle Black, onde Sansa recebe uma cartinha de Littlefinger a chamando para uma conversa. Chegando lá, finalmente vemos uma Sansa mais decidida e indomável. Seu relato sobre o que sofreu nas mãos de Ramsay foi extremamente tocante. “Você sabia sobre Ramsay? Se você não sabia, você é um idiota. Se você sabia, você é meu inimigo.” “Eu ainda sinto. O que ele fez no meu corpo, eu ainda sinto, neste momento, em pé na sua frente”. Vai ser muito mais difícil Littlefinger controlá-la daqui pra frente. Mas pelo menos uma pulga atrás da orelha ele colocou, ao indicar que Jon Snow é só meio irmão dela e que ele também não merece a confiança cega de Sansa.

Na Central de Comando Stark, todos discutem como fazer para atacar os Bolton. Jon lembra todo mundo que existem muitas famílias no Norte que ainda devem ser leais aos Stark e sugere uma caravana para tentar amealhar o maior número possível de pessoas para lutar contra Ramsay. Sansa traz à tona que seu tio Blackfish recuperar as terras dos Tully e possui um exército que pode ajudar a causa Stark no Norte, mas acaba mentindo sobre como ficou sabendo disso – parece que aquela pulga plantada por Littlefinger conseguiu encontrar morada atrás da orelha de Sansa.

Sansa decide enviar Brienne para trazer os exércitos dos Tully para ajudar. Brienne não gosta muito da ideia, mas obedece. Mas não sem antes dar a ficha corrida de todo mundo ali, principalmente Davos e Melisandre. E ainda dá a entender que não confia “naquele selvagem barbudo”.

got_s06e05-tormund_brienne

Em Braavos, vemos Arya ainda apanhando da loirinha que não faz outra coisa na vida. Então Jaqen resolve dar a ela uma última chance de provar que é boa o suficiente para se tornar Ninguém. Ele pede pela cabeça de uma atriz qualquer, o que parece ser algo muito tranquilo. Até que vemos a peça estrelada por essa atriz, que retrata alguns dos piores momentos da vida de Arya. O momento em que Ned Stark entra em cena, meio bobalhão, e todo mundo ri dele, percebemos claramente que ainda tem muito sangue Stark naquelas veias e que aquela garota ainda tem um nome. Depois da peça, ela vai aos bastidores, onde já imagina um plano para cumprir sua missão. Ela passa o plano com Jaqen que parece estar ok com tudo, mas a impede de usar algum rosto da coleção para conseguir matar a atriz. Provavelmente isso terá alguma consequência, mas só saberemos disso na semana que vem.

Chegamos então ao Kingsmoot nas Ilhas de Ferro. Yara faz seu discurso que obviamente é rejeitado pela maioria do lugar. Onde já se viu ser governado por uma mulher, não é mesmo? Alguém sugere que Theon seja o novo rei, já que ele é o herdeiro homem. Depois de alguns segundos de suspense, ele declara total apoio à sua irmã Yara. Quando tudo parecia resolvido, titio Euron aparece para causar. Yara o ameaça mas não precisa de muito para fazer com que Euron confesse o assassinato de Balon Greyjoy. Acham que o pessoal se juntou para linchá-lo? Não é assim que a banda toca nas Ilhas de Ferro. Lá, como já dissemos antes, as coisas são muito mais respeitadas quando conseguidas à força e, sabendo disso, Euron monta todo o seu discurso em cima desse conceito, dizendo que pagou o preço de ferro pelo trono ao invés de o ter recebido de mão beijada só por ter nascido herdeiro – além de várias piadinhas com relação à situação de Theon. Com tudo isso ele conquista o povo e é aclamado o novo Rei das Ilhas de Ferro. Durante a cerimônia de morte e ressurreição de Euron, Yara e Theon se aproveitam para roubar boa parte da frota. Parece que vamos precisar de outra frota.

got_s06e05-jorah

Em Vaes Dothrak, Danny ainda não sabe o que fazer com Jorah. Depois de tê-lo expulsado duas vezes e de vê-lo voltar para salvá-la duas vezes, ela fica na dúvida sobre o que fazer. Então Jorah revela sua doença e derrete o coração de Daenerys. Ela decide não exilá-lo, mas passar a missão dele encontrar a cura para sua doença, já que ela precisa dele a seu lado na conquista de Westeros. A missão é muito difícil, mas é o que tem pra hoje. E ele não tem muita escolha mesmo, ou encontra a cura, ou vira um monstro e morre, então vamos que vamos.

got_s06e05-redwoman2

Em Mereen, Tyrion e Varys recebem uma outra Red Woman. A ideia de Tyrion era usar o poder da religião para acalmar os ânimos por aquelas bandas. Varys não se mostra muito confortável com essa ideia já que ele tem um pé atrás com feiticeiros de modo geral. E parece estar certo nisso, já que ela conta com assustadora riqueza de detalhes tudo o que aconteceu com ele depois dele ter duvidado dos poderes dela. Ela acaba prometendo lealdade a Daenerys e que vai fazer tudo o que os dois tinham pedido. Porém o medo está estampado na cara de Varys e Tyrion e eles sabem que precisarão tomar muito cuidado com a feiticeira.

Finalmente voltamos ao Norte além da Muralha, onde estão Bran, Hodor, Meera e o resto do pessoal. Primeiro Bran e Bloodraven vão até o passado longínquo e descobrimos que foram as Crianças da Floresta que criaram os White Walkers, durante a guerra contra os humanos. Parece que a arma biológica saiu um pouquinho do controle, não é mesmo?

Depois de uma conversa com uma das crianças da floresta, Bran percebe que o Corvo de Três Olhos está dormindo e resolve dar um passeiozinho sozinho. Ele vai parar no meio de um exército de zumbis e depois de desfilar por ali e avistar os White Walkers, ele percebe que o rei dos Cavaleiros o viu. Ele se vira e de repente todo o exército o está encarando. Assustado, ele se vira novamente para os cavaleiros, mas eles já estão a centímetros dele e o próprio rei consegue segurar o seu braço antes dele conseguir voltar para a caverna, deixando uma marca.

got_s06e05-whitewalkers

Bran retorna de sua viagem assustado e ao ser indagado por Bloodraven, percebe que a besteira que fez foi muito grande. Agora os White Walkers já sabem onde eles estão e chegam muito rápido. A batalha é sangrenta e inútil, praticamente todos morrem. Vários sacrifícios – o mais sofrido de todos certamente foi o de Summer, o lobo de Bran. Enquanto o pau come no presente, Bloodraven tenta terminar o treinamento de Bran no passado. O Bran do presente consegue controlar Hodor para tirar seu corpo frágil da loucura, e o Hodor do passado começa a misturar as coisas, tem um ataque nervoso e, enquanto Meera no presente grita desesperadamente para Hodor segurar a porta, Hodor do passado, espumando, repete a frase “Hold the door” até que sobra apenas hodor. Hodor no presente consegue atrasar os zumbis segurando a porta por tempo suficiente para Bran e Meera sumirem na nevasca, mas acaba morrendo no processo, assim como todas as crianças da floresta e Bloodraven.

got_s06e05-hodor

Notinhas

  • E lá vai Brienne numa missão a uma terra distante, ficando longe de quem ela deveria proteger. Tudo bem que ela não é a melhor das protetoras – mesmo sendo a mais honrada dos cavaleiros dos Sete Reinos -, mas com seus mestres a mandando pra longe o tempo inteiro, a coisa complica mesmo.
  • Os olhares de Tormund para Brienne já estão virando uma tradição. Será que teremos pelo menos mais uma troca de olhares antes de terminar a temporada? O olhar de tchau desta semana foi o melhor até agora.
  • Melisandre anda tão em baixa que nem ganha mais falas nos últimos episódios.
  • Tinha gente reclamando que só tinha nudez feminina em Game of Thrones. Então temos um close aleatório num pênis todo emberebado. De novo pessoal, cuidado com o que desejam.
  • Euron Greyjoy também avisou que pretende tornar os Greyjoy relevantes no mundo de novo se casando com Daenerys, já que bastará chegar lá com sua bela frota de navios que ela não terá outra escolha senão ficar com ele para governar os Sete Reinos. Logo se vê que ele não conhece Daenerys muito bem, não é mesmo?

got_s06e05-euron

  • E a coroa de Euron? Tudo bem que o pessoal nas Ilhas de Ferro não é o povo mais rico dos Sete Reinos, mas pelamor, nunca vi coroa mais ridícula do que essa. Eles não conseguiram roubar nada melhor do que isso?
  • Será que Jorah vai atrás do médico que cuidou de Shireen? Ela tinha essa mesma doença, mas foi curada. Até onde se sabe, ela é a única até hoje a ter sido curada de grayscale.
  • Mais uma grande cena com Tyrion e Varys. As tentativas frustradas de Tyrion de acalmar os ânimos entre Varys e a Red Woman foram hilárias.
  • Na visão de Bran vimos que o primeiro White Walker foi justamente o Rei dos White Walkers. Além disso, já vimos 3 cavaleiros mortos – por Jon, Sam e Meera. Logo antes de Meera matar o seu cavaleiro, estávamos sempre vendo 4 cavaleiros. Será que agora restam apenas 3? Eles são muito poderosos, mas se só existirem mais três pelo menos uma chance existe, já que a metade já foi.
  • Vários momentos “puorra, gente!” nos últimos minutos do episódio. Primeiro, as crianças criando o White Walker. Puorra, criança! Depois Bran se deixando marcar pelo rei dos White Walkers: Puorra, Bran! E por fim, a besteira mais doída de todas, com Bran sendo o causador da deficiência vernacular de Hodor. Puorra, Bran!
  • Essa história de Bran, enquanto estava no passado, conseguir dominar Hodor no presente foi muito forte. Não tínhamos visto nada parecido, deve ter sido esse o último passo no treinamento dele que Bloodraven fez questão de mostrar. Pode ter sido um sinal de que, apesar de tudo, Bran é mesmo muito muito poderoso.
  • A edição desses últimos 5 minutos de episódio foi qualquer coisa de espetacular. Um monte de coisa acontecendo no passado e no presente, com os mesmos personagens e as influências que cada ação tinha em cada momento, insano. Foi confuso, foi caótico, foi tenso e foi triste.

RIP Summer. RIP Hodor.

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.