Mães que matam. Baby Blues

Baby Blues (Herança Maldita)

Direção: Lars Jacobson e Amardeep Kaleka

Roteiro: Lars Jacobson

Produção: Zackary Canepari, Lars Jacobson e Amardeep Kaleka

País / Ano: Estados Unidos, 2008.

Gênero: Suspense/Terror/Drama

O filme começa com uma mãe ninando um bebê, na cena seguinte alguns garotos brincam com estilingue, logo em seguida vão embora. O cenário é uma área rural pobre, onde pode se observar diversos tratores e caminhonetes enferrujados, galinheiro, porco e pra terminar sua composição, uma enorme plantação de milhos com um espantalho.

A família que mora nesse sítio possui além do pai e da mãe, quatro crianças, sendo que a mais nova é uma garotinha que possui meses de vida. O pai é caminhoneiro e por isso está sempre ausente, não conseguindo perceber que sua esposa não está nada bem após o parto.

Um dia ele sai para fazer uma de suas viagens de trabalho, deixando a mulher e os filhos sozinhos. A mulher que não está nada bem só piora, até que um dia ela sofre um surto psicótico. Nesse momento inicia a luta do garoto Jimmy, o mais velhos dos três, na tentativa de proteger seus irmãos da fúria enlouquecida de sua mãe doente.

A história começa como suspense e a trama se transforma numa perseguição sanguinolenta. Apesar de considerar o final do filme forçado, ele definitivamente prende a atenção e deixa uma sensação de ansiedade, afinal a história é baseada em fatos reais.

Eu pesquisei um pouco para tentar descobrir em qual história foi baseada o filme, achei algumas notícias sobre uma família do Texas que é bem parecida e também algumas fontes dizendo que o filme foi feito com base nesse caso, porém não  tenho realmente certeza. Mas que é muito angustiante pensar que realmente uma parte daquilo aconteceu, isso é.

É um filme forte pois se trata de uma mãe alucinando, enlouquecendo, perseguindo e matando. Pouco recomendado para quem é sensível a esse tipo de assunto, não que eu acredite que tenha alguém que não seja, mas algumas pessoas podem ser mais impressionáveis que outras.


7 Responses to Mães que matam. Baby Blues

  1. TATI says:

    Mais um filme que eu não vou assistir… 🙁

  2. Karina says:

    Sim, assisti e fiquei com muita raiva dela, queria mata-la tb.

  3. juh says:

    Fiquei com raiva da mãe pq é uma louca e do pai que é um retardado

    • daniel says:

      Se ponha no lugar de uma pessoa que não tem outra opção de ganhar a vida. Devendo ficar fora dias e dias pra trazer o pão. E fácil criticar. Se ponha no lugar desse pai.

  4. Fernanda says:

    Essa doença é séria. Procurem ler sobre isso.
    Ela estava doente, infelizmente.

    • Verdade, Fernanda. É uma doença muito séria e infelizmente ainda muito pouco falada. Não só essa como várias outras doenças psicológicas. Se em grandes centros poucas pessoas falam/conhecem o quão grave pode ser uma doença dessas, imagine numa área rural. Complicado.

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.