The Walking Dead: New Best Friend (s07e10)

Por onde começar a review desse episódio? A sétima temporada veio com o intuito de trazer caos e guerra. Negan e os Salvadores chegariam com tudo e salve-se quem puder. E nesse salve-se quem puder entraria a “irmandade” das comunidades para destruir Os Salvadores. Naquele esquema juntos somos mais fortes. Porém, parece que apenas três comunidades não seriam suficientes e resolveram colocar mais uma. Até aí tudo bem, se não fosse alguns poréns, sempre tem um porém, mas quando são muitos, conseguem estragar um episódio inteiro e as vezes uma temporada.

[spoiler]

Tivemos aquele começo que já é de praxe e que por mais que seja comum, ainda irrita. Acaba num momento que te deixa ansioso e no episódio seguinte começa com uma cena nada a ver. Eis que no nono episódio terminamos com Rick e amigos encontrando um novo grupo, por conta de padre Gabriel (daqui a pouco vamos falar sobre isso) e começamos o décimo com Ezequiel e os Salvadores. Tá certo que serviu para Daryl descobrir sobre Carol, mas isso poderia muito bem ter sido colocado em outra ordem. Enfim. Lá vamos nós criarmos uma esperança enorme nesse esperado encontro de Carol e Daryl. Encontro esse que foi fofinho, mas totalmente Bleh! Daryl não falou sobre as mortes e sobre tudo que estão passando. Porque??? Porqueeeee???? Não, preferiu poupar a amiga. Pode ter sido fofo essa atitude dele, mas pro show é uma chatisse sem fim. Continuaremos vendo aquela Carol apática, sem sal, brincando de casinha. Até quando minha gente, até quando?

Enquanto isso, vemos Rick negociando com um bando de robôs que vive num ferro velho. Sim, esse novo grupo mais parece um bando de robôs do que gente. Pessoas “fantasiadas”, que falam somente sentenças curtas, preguiçosas e tudo isso em meio a um chromakey horrível, extremamente amador. Um chromakey daqueles só é aceitável, hoje em dia, se for em produções do SyFy, caso contrário, imperdoável. Mas depois de uma luta com um zumbi lata velha, a líder dos robozinhos aceita participar da guerra de Rick, mas quer armas. Minha filha, é óbvio que vocês vão precisar de armas, muitas e não é só vocês não. Mas ok. E lembram que ali em cima falei que comentaria sobre o padreco? Então. Alguém me explica que história furada e mal contada foi aquela dele? Ele disse que ouviu um barulho na dispensa, que vou averiguar e as Jadis estavam lá, o obrigaram a pegar todos os mantimentos e ainda o levaram como refém. Foi isso, né? As mesmas Jadis que falaram para o Rick que ficaram um tempão esperando alguém invadir o barco pra pegar os mantimentos pra eles. É isso mesmo? E esse mesmo grupo preguiçoso será o grande aliado na guerra contra os Salvadores. Olha, tá difícil engolir esse grupo e toda essa explicação.

E foi isso que vimos, um episódio cheio de bizarrices.

Notinhas

  • Padre Gabriel virou guerreiro e bff do Rick, né? Quanta mudança;
  • Rick dando o enfeite de gato pra Michonne foi <3
  • Rosita – chaaaaaata

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.