Segunda temporada de Haven

 

 

Ah! As histórias do Stephen King são sempre fantásticas. Nem sempre conseguem transmitir isso muito bem quando colocam na televisão ou no cinema, mas Haven me surpreendeu. A primeira temporada foi interessante e gostosa de assistir, mas senti que ainda faltava alguma coisa e cheguei a cogitar a possibilidade da série não ser renovada. Felizmente ela foi e a segunda temporada chegou bem melhor que a primeira.

* Contém Spoiler

 

Os casos dos problemáticos estão bem mais misteriosos e interessantes e ainda contamos com todo o mistério em torno da policial Audrey Park e o bon vivant Duke Crocker, que apesar de não gostar de polícia, adora a Audrey e se tornaram amigos. Nessa temporada a gente descobre que o rapaz tem uma missão e isso vai realmente testar a amizade entre eles.

Audrey descobre que ela não é exatamente quem sempre pensou e Duke percebe que seu pai deixou uma missão bem complicada de ser executada. Audrey já passou por Haven diversas vezes, em épocas distintas, em cada uma delas com um nome diferente, e sua missão é ajudar os problemáticos. O pai de Duke, juntamente com o reverendo Driscoll, nunca aceitaram os problemáticos e sempre quiseram eliminá-los. O pai de Duke não conseguiu isso e nem o reverendo e agora a missão está nas mãos de Duke. No entanto, essa missão consiste em eliminar Audrey, que se tornou sua grande amiga.

Acontece que Duke aparentemente se recusa a matar a policial e logo após isso ela some. Nathan, parceiro de polícia e amigo de Audrey descobre que a moça sumiu e imediatamente desconfia de Duke. Quando ele vai confrontar o rapaz, o encurrala e aponta uma faca para ele. O fantasma do reverendo e de seu pai disseram a Duke que  Audrey o mataria, provavelmente não com suas próprias mãos, mas que ela arrumaria um jeito disso acontecer.

Eis que no meio do confronto entre Duke e Nathan, a tal famosa tatuagem aparece no braço do policial. Duke Crocker sempre soube que seria morto por um cara com uma tatuagem redonda, algum tipo de símbolo. Será que a profecia irá se concretizar? Será que mesmo sem querer o destino coloca Audrey em perigo, Nathan perde a cabeça acreditando ser Duke o responsável e o mata? Isso só saberemos na terceira temporada, que irá ao ar nesse ano, só não se sabe ainda a data.

Essa temporada foi tão deliciosa de assistir, que houve um episódio extra de Natal. Obviamente foi uma história isolada, afinal o último episódio passou em setembro e esse extra em dezembro, sem contar que nada teve a ver com a continuidade da história. Mas foi um episódio bonitinho de Natal, um presentinho para os fãs de Haven.

Notinhas:

Confesso que tive que assistir duas vezes o décimo segundo episódio para compreender, mas achei que foi um final bem empolgante;

Haven é daquelas séries que não são de grande apelo e muito menos possuem recordes de audiência, mas é bem gostosa de assistir;

Duke e Nathan são opostos e absurdamente fofos;

Eu gostaria muito de mudar para uma cidade estilo Haven, ter uma cabana e poder escrever um livro. Sonho de infância 😉

One Response to Segunda temporada de Haven

  1. RE:Segunda temporada de Haven | Sem Pirua Валок Morris Октябрьск

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.