LEGION

Legion é a primeira série lançada pela Fox, do universo mutante dos X-Men, tendo como um dos produtores executivos, Bryan Singer, diretor de vários dos filmes dos mutantes nas telonas.

A história é baseada em David Heller (Dan Stevens), um mutante diagnosticado com esquizofrenia e que possui vários poderes, como telepatia e telecinésia, tornando-o um dos mutantes mais poderosos do mundo. Haller nos quadrinhos é filho de Charles Xavier, emblemático líder dos X-Men.

A doença e os poderes de Haller se confundem e ele, tem muitas dificuldades em definir o que é realidade e o que está apenas na sua mente, trazendo à tona um turbilhão de visões e alucinações.

ALGUNS SPOILERS!

A série, já renovada para a segunda temporada, tem apenas oito, mas intensos episódios. Os primeiros episódios (talvez todos hehe) são uma viagem alucinógena só, o que faz o telespectador ficar curioso e querer ver os próximos.

No início de tudo, Haller está internado em um hospital psiquiátrico e se interessa por outra interna, Sydney “Syd” Barrett (homenagem à Syd Barrett, um dos fundadores do Pink Floyd, grande influência para o psicodelismo em algumas partes da série), muito bem interpretada por Rachel Keller. Syd possui um transtorno, que depois viria a ser relevado que é para evitar um mal pior com seu poder. Quem toca sua pele troca de corpo com ela!

Haller tem uma amiga imaginária, Lenny Busker (em impressionante desempenho de Aubrey Plaza), que vive perturbando-o, sendo que posteriormente é descoberto que ela na verdade é um famoso vilão dos X-Men, mais precisamente inimigo de Charles Xavier, que está em sua mente desde sua infância. Cada episódio, Lenny incorpora um comportamento diferente, o que faz a interpretação de Aubrey uma atração a mais.

Ao longo dos episódios, mostra a luta de Haller contra Lenny, sendo ajudado por outros membros do hospital, liderado por Melanie Bird (Jean Smart). David também tem de lutar contra forças do governo, interessados no seu poder para fins pouco amigáveis.

Algumas referências aos X-Men e Xavier aparecem ao longo da série e esperamos que a Fox consiga conectar todas as séries em produção, mantendo a qualidade sempre.

A Fox acertou em cheio com Legion. Uma série totalmente fora do padrão super-herói, linda fotografia e cenário dos anos 70, juntamente com efeitos especiais dignos dos mais caros filmes, faz a série ser visualmente incrível e que prende totalmente a atenção. Aprendam produtores de The Walking Dead e seu tigre e rena “colados” 🙂

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.