Deadpool

Deadpool_i

*Contém Spoilers

Só um pouquinho, quase nada, acho que você pode ler

(por Marcos Toshiro)

Muita expectativa se criou quando a Fox anunciou um filme solo para o mercenário tagarela, que já tinha sido (muito mal!) explorado em Wolverine Origens (2009). O próprio ator que interpretou Deadpool nesse filme,Ryan Reynolds sabia disso e se sentia muito mal por tal inserção mal sucedida de um personagem tão querido dos quadrinhos e que também ele gostava muito.

Após passar por mais uma mal sucedida adaptação para os quadrinhos, com o tosco Lanterna Verde de 2011, Reynolds, passou a criar uma campanha na Internet para um filme solo do mercenário e que acabou dando certo, com o sinal verde da Fox para rodar o filme.

A pergunta agora seria: como será rodado um filme de um personagem que é tagarela, fala muito palavrão, sarcástico, violento e engraçado como o Deadpool? Isso foge de todos os filmes de super-heróis já lançados até hoje.

Primeiro, a divulgação do filme foi uma das mais criativas de todos os tempos, com cartazes e teasers muito engraçados, com referências a estórias de amor e muito sarcasmo, lançados quase que semanalmente, cada vez mais aguçavam a curiosidade de todos!

Mas a Fox dessa vez, e depois de um estrondoso fracasso com Quarteto Fantástico (2015), acertou na mosca! Deadpool consegue agradar tanto os fãs hardcore do personagem, como os que assistem da primeira vez!

A estória é relativamente simples, Wade Wilson, é um mercenário que aceita qualquer tipo de trabalho para ganhar dinheiro, está profundamente apaixonado por sua namorada Vanessa, interpretada pela brasileira Morena Baccarin. Só que, como parece que tudo na vida de Wade parece não dar certo, ele descobre que tem câncer terminal.

Wade, desesperado, foge de casa e aceita um programa duvidoso que promete curar o seu câncer. Depois de muito sofrimento, o câncer foi curado, mas Wade ganha poderes como fator de cura, mais desenvolvido do que do Wolverine (por exemplo, cortando seus membros, eles simplesmente regeneram como uma lagartixa hahaha), habilidades com armas e um efeito colateral…sua pele fica toda enrugada, com buracos, enfim, dê uma olhada abaixo hahaha:

deadpool-unmasked

Fulo da vida, Wade decide ir atrás dos caras atrás da organização que fez isso com ele. Ainda, tal organização sequestra Vanessa e Wade vai pedir ajuda pra alguns amigos X-Men. Colossus e Missil Adolescente Megassônico (nas palavras do Sr. Pool, o melhor nome de super herói de todos os tempos hahaha) ajudam Wade a salvar Vanessa.

No fim, é realmente uma estória de amor (mocinho salva mocinha), mas recheada de palavrões, interação de Deadpool com a audiência, sarcasmo, violência, piadas politicamente incorretas e humor, que todo fã do tagarela esperava! Junte isso a pitadas de auto-zuação com o próprio Reynolds, com referências às ruindades de Lanterna Verde e Wolverine Origens, momentos para fãs, como a aparição em referência e em cena de Rob Liefeld e Fabian Nicieza, criadores do rapaz nos anos 90 e claro, do sempre esperado Mr. Stan Lee! Temos tantas referências que provavelmente em uma segunda ou terceira assistida é que você consegue sacar todas!

Deadpool_m

Acabou? Não! Sempre que é filme Marvel, se espera uma cena pós-creditos, certo? Espere para ver a mais engraçada cena pós-crédito de todos os tempos! Quem não se lembra de Curtindo a Vida Adoidado, clássico dos anos 80 e da Sessão da Tarde? Fique até o fim para descobrir hahaha!

Mr. Pool ainda revela nessa cena a sequencia de Deadpool (confirmada pela Fox antes mesmo da estreia do filme) já com a participação de Cable, personagem bem conhecido do Universo Marvel.

Ufa, agora acabou! Ainda não! O filme rendeu mais de US$ 150 milhões de dólares no seu fim de semana de estreia nos EUA, batendo o recorde do mês de fevereiro de estreias no cinema e ainda, com a restrição de censura de 18 anos! Aqui no Brasil como lá nos EUA, muitas vezes as sacadas tiraram aplausos da plateia, quem diria Sr. Pool!

Quem conhecida amou e espera outro! Quem não conhecia, começou a amar e agora quer saber mais sobre ele! Agora é sentar, comer uma Chimichanga e esperar a sequencia do nosso loucão preferido!

Hey! Não, não acabou, Marcos! Apesar do entendido no universo Marvel ser você, faço parte daquela porcentagem que não conhecia, conheceu e gamou. Pool (já estou me sentindo íntima), é um anti herói, assim como Jessica Jones. Porém, se de um lado Jessica conta uma história de abuso e rola todo um drama depressivo psicológico, Deadpool tira vantagem das desgraças e as tornam nas coisas mais divertidas do mundo. Eu gosto de anti heróis, gosto de gente divertida, sarcástica e inteligente (afinal tentar ser sarcástico e ser burro é bem vergonha alheia). Gosto de filmes que chocam os mais tradicionais e acima de tudo, gosto de uma história bem contada. Pronto, tem como não amar Deadpool? (Mônica Martins)

Notinhas

  • A Morena Baccarin acabou de ter filho. Gente, o que é aquele corpo? Choquei;
  • Não, ele não é um herói galã, não é por isso que as meninas gostam dele. Ele tem o rosto/corpo todo queimado e mesmo antes não fazia o tipo galã. Então, não é isso que o faz as pessoas gamarem nele;
  • Senti falta do amigo e da roommate dele no final do filme.

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.