13 Desafios, aceita?

13 Game Sayawng (13 Desafios)

Direção: Chukiat Sakveerakul

Elenco: Krissada Sukosol Clapp

País/Ano: Tailândia, 2006

As coisas não estão nada bem para o lado de Pusit: rompeu com a namorada, seu colega de trabalho roubou seu cliente e com isso ele perdeu o emprego, e se não bastassem as dívidas que tem, sua mãe liga pedindo mais dinheiro. Ele está completamente desesperado quando seu telefone toca, o que Pusit não sabe é que essa ligação poderá mudar sua vida completamente. O misterioso telefonema lhe faz uma proposta irrecusável: Ele terá que completar 13 desafios, a cada desafio completo ele recebe um valor em dinheiro e quando ele completar o décimo terceiro desafio receberá 100 milhões. No entanto, se ele se recusar algum desafio, todo o dinheiro que ele já recebeu e que tem em sua conta será retirado. E no momento em que se encontra totalmente fragilizado, ele aceita a proposta e a competição começa.

Tudo começa de forma simples, o primeiro desafio é facílimo o que faz qualquer pessoa desesperada achar que tudo irá correr bem. A história do filme pode até lembrar “Saw”, mas os filmes são bem diferentes. A forma como a história é contada, a dinâmica e até mesmo a motivação são completamente diferentes. Logo no início do filme o personagem de Pusit te envolve, faz com que fiquemos com um misto de pena e raiva dele. Afinal porque ele não revida? Porque não toma uma atitude? Mas o filme é Tailandês, a cultura lá é diferente, a forma de agir e reagir são bem diferentes e isso por si já é um fator interessante. O que não muda é que o ser humano pode ser frágil e manipulável, seja ele de onde for.

13 Desafios não tem atores famosos, nem apelo comercial e muito menos os grandes efeitos especiais hollywoodianos, mas é um bom filme para quem gosta de thriller psicológico e não se importa com uma produção mais simples. E o melhor é que não tem final reconfortante.

Vale a pena assistir.

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.