10 Cloverfield Lane – Intenso e sufocante

Vamos começar do começo. 10 Cloverfield Lane (Rua Cloverfiel, 10) não é uma continuação de Cloverfield. Então se você está esperando por isso, irá se decepcionar bastante. Esse é um ponto importante para não estragar sua experiência com o filme. Aqui J.J. Abrams (sim, ele mesmo) usa o nome Cloverfield como uma espécie de lugar comum para experiências traumáticas e claustrofóbicas. Dito isso, fica difícil falar muita coisa sobre o filme sem estragar a experiência de assisti-lo.

A trama se passa quase inteira num bunker, onde Michelle (Mary Elizabeth Winstead) acorda após sofrer um acidente de carro. Lá ela encontra Howard, que diz ser uma boa alma que a salvou e está a mantendo lá pois o mundo sofreu um ataque biológico e o ar está matando toda população. Encontra também Emmet (John Gallagher Jr. – The Newsroom <3), que se diz ali por vontade própria, embora ele não saiba explicar exatamente o que está acontecendo no mundo externo. Ali começa o pesadelo de Michelle, pois ela não sabe se foi raptada por um louco e está sendo mantida em cativeiro, juntamente com outra pessoa ou se realmente o mundo está acabando e ela pode ser, juntamente com esses dois estranhos um dos poucos sobreviventes.

by Paramount Pictures

O filme é tenso e claustrofóbico praticamente do início ao fim e John Goodman é um dos grandes responsáveis por essa sensação. Não é apenas o ambiente de bunker e fim de mundo que faz com que a tensão esteja sempre presente a atuação de Goodman como Howard, homem que se preparou durante anos para um apocalipse e oscila entre um abusador psicológico e um simples cara que quer ajudar. Cada pequeno detalhe, desde a forma como tudo foi muito bem pensado dentro daquele ambiente até mesmo a trilha sonora cria o clima de incerteza e ansiedade. Michelle foi raptada por um louco? Estaria mesmo o mundo acabando? Ataque biológico, químico, nuclear, alienígena? O que pensar e como agir é exatamente o que a protagonista não sabe e faz você ter o mesmo sentimento. O novato diretor Dan Trachtenberg, comanda com extrema competência e segurança, desde as cenas mais simplistas como as mais grandiosas, fazendo 10 Cloverfield Lane ser um filme de suspense competente e sufocante, com apenas uma escorregadinha no final onde exageram um pouco nas cenas mas nada que estrague o filme.

Se você é fã de Hitchcock vai notar um ar Hitchockiano pelo filme 😉

Curiosidade:

Inicialmente o filme se chamaria The Cellar, tendo mudando para Valencia e finalmente fechou com 10 Cloverfield Lane. J.J disse que existiam algumas semelhanças entre as duas produções. Embora o estilo Found Footage não é adotado no segundo, eles são como primos ou pelo menos da mesma família.

Deixe uma resposta

Please use your real name instead of you company name or keyword spam.